8 coisas para fazer antes de subir na balança | Saúde é Vital

0
117
Corega Balanca
Corega Balanca

Acompanhar o peso pela balança é apenas uma parte (Kali9//8 coisas para fazer antes de subir na balança/Getty Images)

Para perder peso, não basta exercitar o corpo e mudar a alimentação. Antes é preciso se preparar psicologicamente e estipular metas. Saiba o que fazer.

Vá ao médico

Se você nunca teve o hábito de se exercitar e jamais mudou seus hábitos alimentares, é fundamental começar fazendo um diagnóstico completo de sua saúde. Explique seus objetivos para um clínico geral. Ele vai saber quais exames pedir e, se necessário, encaminhar para algum especialista complementar.

Defina objetivos

Sabendo qual é a situação da sua saúde, é hora de definir: qual sua meta? Reduzir o colesterol? Combater um risco de diabetes? Melhorar o desempenho do sistema circulatório? Ou apenas mudar hábitos para se sentir mais disposto? A partir do momento em que você tomar sua decisão, um nutricionista ou um preparador físico podem ajudá-lo a colocá-la em prática.

Entenda as regras

Dietas seguem uma lógica. Se você entender por que está comendo um tipo de alimento e deixando outro de fora, vai ser mais fácil seguir. Por isso mesmo, estude sua nova dieta antes de começar. Você se conhece bem, sabe se vai conseguir cumprir ou se algumas regras significam uma mudança de hábitos brusca demais. Na medida do possível, escolha uma alimentação que combine com sua história e seus gostos.

Faça exercícios adequados

Se você gosta de academia, essa pode ser uma ótima opção para se socializar e manter o corpo saudável. Mas fique atento com a postura e a carga corretas para cada exercício. Agora, se você é daqueles que não suporta a ideia de entrar numa academia, não tem problema: existem muitas outras opções de atividades ao ar livre, para fazer sozinho ou em grupo. Encontre uma que você goste, sempre tomando cuidado para não exagerar.

Simplifique tudo

Tanto para a alimentação quanto para as atividades físicas, procure encaixar as mudanças na sua rotina. Dietas complicadas demais ou exercícios difíceis de entender aumentam as desculpas para desistir. Estude suas opções, faça suas escolhas e, sempre que necessário, mude os hábitos que o estiverem incomodando. Saiba, por exemplo, se você precisa reduzir o sal e o açúcar ou a quantidade de alimentos que ingere. Mas não fique contando calorias de tudo o que consome. Isso só vai tirar o prazer de uma refeição.

Seja realista

Você vai desanimar rapidamente se estiver achando que vai perder 10 quilos em poucos dias. Estabeleça objetivos realistas que combinem com a sua rotina e mantenham sua disposição em mudar de maneira definitiva. Uma tática que ajuda é selecionar uma refeição da semana para escapar da dieta: escolha o dia (pode ser uma reunião entre amigos ou um almoço em família) e não se sinta culpado.

Volte ao médico

É importante saber não só se o peso diminuiu, mas também como estão os demais índices que indicam saúde ? desde a glicemia até o percentual de gordura no corpo. Continue frequentando o médico e fazendo checkups regulares ? até porque, se o peso cair, mas o colesterol se mantiver alto, por exemplo, pode ser o caso de fazer ajustes na dieta.

Não se deixe abater

Desconfie se você perder peso rápido demais ? a balança pode disparar de novo no primeiro deslize. Agora, se o problema for o contrário e o peso não estiver diminuindo, continue seguindo seus objetivos. Uma dica útil é não se pesar o tempo todo: qualquer variação para mais pode atrapalhar, e não ajudar. Muitas vezes a idade faz as mudanças serem mais demoradas. Mas regular a alimentação e fazer atividades físicas tem muitos outros benefícios. Aproveite-os!

 

Fontes

Conselho Federal de Educação Física e Conselho Federal de Nutrição

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here